Ida para um lar: prepare o terreno para o seu pai idoso aceitar

Por Mariana Camargo , 12 de Outubro de 2022 Envelhecimento


Sabemos que muitas vezes é difícil que os idosos percebam que já não conseguem realizar todas as tarefas diárias necessárias para manter a sua saúde e qualidade de vida. E uma das variáveis que mais determina o sucesso (ou fracasso) da ida de um idoso para um lar é a aceitação do próprio idoso, a abertura para sair da sua casa e ir para um local fora da sua zona de conforto.

O medo da mudança, o receio de não se adaptar, a intransigência própria do avançar da idade, o receio de ser abandonado, ou de perder a independência, podem ser fatores que contribuem para que a ida para um lar de idosos seja difícil. No entanto, a Lares Online está sempre a preparar conteúdos que ajudem famílias de idosos nesse processo. Neste artigo, vamos mostrar que há formas de facilitar a aceitação do idoso e encontrar o timing perfeito para conversar com eles sobre o assunto, minimizando assim o receio das famílias a levantar o tema.



Quando deve começar a falar dos lares?


Esse assunto deve ser tratado o quanto mais cedo possível, e de forma lenta e progressiva. Comece a falar sobre os planos e objetivos do idoso. Ele gosta da sua casa atual e quer ficar lá? Em caso afirmativo, está equipado com as coisas de que precisa enquanto envelhece? Se um dia o idoso for para um lar, como gostaria que fosse?

Quanto mais cedo começar estas conversas, mais resistências poderá contornar, e o idoso ficará mais informado sobre as vantagens na ida para um lar de idosos. Tenha conversas francas com o idoso para minimizar sua resistência a essa ideia. A partir disso, é possível desconstruir mitos e melhor argumentar sobre as vantagens desta opção.


Se começar a ter estas conversas com o seu pai idoso desde cedo, de forma progressiva e falando com tacto, irá ao longo do tempo formar um plano para quando o seu familiar idoso realmente necessite da ida para um lar.



Isso porque convencer alguém a sair de casa é a parte mais difícil e emocional da discussão. Não podemos esquecer que muitas pessoas mais velhas carregam um estigma em torno dos lares de idosos, e essa pode ser uma barreira difícil de romper. Lembre-se: eles podem ter a ideia de que vão perder sua independência, portanto alguma hesitação é compreensível. No entanto, ao longo do tempo, é possível ir mudando lentamente as suas convicções e abrindo portas à possibilidade de irem para um lar, quando for necessário.



Organize uma pré-conversa com a família


Quando realmente for a hora de tomar a decisão da ida para um lar, antes de conversar com o idoso a família toda deve estar na mesma página para que não haja conflitos que confundam o idoso. Por isso, organize uma reunião pré-conversa com qualquer pessoa que estará presente durante a conversa com o idoso. Não deverá ser um grupo muito grande, para que o idoso não se confunda, e devem estar sempre em concordância quando a conversa com o idoso tiver lugar.


Esta conversa deve servir para planear as opções a ser dadas ao idoso: cubra a logística da mudança, bem como as finanças e os benefícios para o idoso. Dê a todos oportunidade de expressar as suas opiniões e ajustem o plano em conjunto.



Se começar a falar com o seu pai idoso sobre lares de idosos sem opções ou um plano, não irá convencer ninguém. Com qualquer plano, há muitos fatores a serem considerados quando se pensa na mudança para um lar. Deve-se pensar o que será feito com a casa do idoso (se ele a tiver), quanto dinheiro a família e o idoso terão mensalmente para cobrir esses gastos, que instituições estão disponíveis para as necessidades do idoso, quais as suas vantagens ou pontos fortes... ou qualquer outro assunto que acharem que pode ser uma preocupação para o seu familiar.



Apresente ao idoso lares de qualidade


Para o idoso aceitar o seu plano, identifique o tipo de atendimento de que ele precisa. Existem diferentes tipos de instalações, de acordo com as necessidades de quem lá vive. Restringir suas opções a lugares que atendam essas necessidades ajuda no processo de escolha, tornando a decisão ainda mais fácil e simples para o idoso.


Para facilitar a aceitação, dê opções ao idoso de lares com condições ideais para o receber, saliente os seus pontos fortes, seja nas atividades ou serviços, mostrando fotos e pedindo a sua opinião.



Olhe para os diferentes locais também, a localização do lar será da maior importância para o idoso e para os restantes familiares. Os espaços também serão importantes: escolher um lar com jardim, um lar com lições de informática, um lar que tenha uma capela interior a que os idosos podem aceder. Tudo para que o idoso sinta que pode ser feliz na sua nova casa. Que tipo de atividades oferecem? Que comentários existem online? Há fotografias ou vídeos recentes e fidedignos em que se pode informar? Fazer as perguntas certas sobre lares dá uma ideia de cada lugar e ajudará a longo prazo, lembre-se que nós da Lares Online estamos aqui para ajudá-lo neste processo.



Certifique-se de ouvir o idoso 


Primeiro, é importante que esta seja uma conversa bidirecional, e não um monólogo: ao longo da conversa, certifique-se de que seu familiar idoso sente que o está a ouvir e ter em consideração as suas opiniões. Esta é uma grande mudança de vida, e você nunca deve menosprezar suas preocupações. 


O tom deve ser reconciliador, e as pessoas presentes precisam de falar com calma e adereçar cada objeção dada pelo idoso, de forma a desconstruir as suas preocupações.



Em vez disso, reconheça suas reticências e resolva-as. Somente quando todos estão a bordo o plano pode avançar facilmente. Em última análise, a decisão de se mudar depende do indivíduo a quem se refere a mudança. Como falámos antes, o estigma de um lar de idosos pode estar presente na mente dos idosos, por isso, esteja preparado sempre para ter uma conversa leve e que apresente os pontos positivos que ele encontrará ao mudar-se para um lar de idosos.



Compreenda a resistência inicial


​Ao sentir a resistência inicial do idoso, não se sinta frustrado, o idoso pode precisar de mais tempo para pensar, e para se sentir confortável com a opção dada. É necessário perceber porque ele disse não durante a primeira abordagem, para que em futuras tentativas esses anseios sejam sanados com informações relevantes e positivas sobre a futura morada.


Se receber uma resposta negativa, ou até zangada ao início, não desista: podem ser necessárias várias conversas para o idoso aceitar a ida para um lar, depois de pesar todos os prós e contras.


Podem ser, sim, necessárias diversas conversas a apresentar pontos positivos para diminuir ou acabar com as inseguranças dos idosos em fazer essa transição. Às vezes o idoso fica relutante em aceitar ordens vindas dos seus filhos, sendo necessário fazer com que ele reconheça suas fragilidades e assim opte por uma ajuda exterior. Se assim for, fale com o seu médico assistente!



Lembre sempre de ser compreensivo e escutar o que o idoso tem a dizer. Insistir de forma grosseira, ou simplesmente levá-lo para um lar sem que ele aceite aumenta muito as probabilidades de ele não se adaptar à nova realidade, e assim, não aproveitar tudo que é possível dentro de um lar de idosos.

Com isso, tenha sempre em mente que pode não ser um processo fácil a aceitação de um idoso se mudar para um lar, mas com conversas, amor, e muita compreensão, é possível chegar a uma solução positiva para todos envolvidos. A Lares Online está sempre a trabalhar para que idosos e famílias encontrem os lares que encaixam as suas necessidades e possibilidades. Continue a acompanhar o nosso blog, estamos sempre a preparar artigos com informações sobre lares e a qualidade de vida dos mais velhos.


​Procura lar para um familiar idoso? 

Submeta um pedido ou ligue 939 667 800.

When visiting our website, you acept the cookies we use to improve your browsing experience.

 

Help?

+351 939 667 800