Onde é que começa o cuidado com os seus pais idosos?

Por Mariana Camargo , 27 de Outubro de 2022 Dependência

Quando pensamos em cuidados a um idoso, vem-nos logo à cabeça alguém a ajudar na higiene pessoal, a ajudar um idoso acamado ou com severas dificuldades de locomoção, talvez até alguém com alguma doença prolongada ou demência. Estes são cuidados necessários para com um idoso com dependência total, que necessita de ajuda 24h, como um idoso que se mudou para casa de um dos filhos ou filhos que voltaram a morar com os pais para cuidar deles. 


Os cuidados com os seus pais idosos podem começar muito antes do que imagina!



O que não nos vem à mente é que os cuidados com os idosos começam muito antes de eles dependerem totalmente de ajuda, como, por exemplo, para fazerem compras no supermercado, limpar a casa, ou ir a consultas médicas. Esse tipo de cuidado começa quando, de alguma forma, o idoso começa a depender de um familiar. Quando se sente a responsabilidade de ir à casa dos seus pais algumas vezes por semana, para ver se está tudo bem. Ou quando sabemos que precisam de nós para ir às compras ou para substituir algo lá em casa.

Estes são todos cuidados informais, que necessitam da atenção de familiares para saber quando há necessidade de alguma assistência para manter a qualidade de vida e bem-estar do idoso em ordem.



Quando mantém um olhar vigilante


O cuidado a um idoso muitas vezes começa por uma preocupação leve, seja de o idoso não conseguir fazer algumas tarefas sozinho, ou por poder esquecer-se de realizar atividades do dia-a-dia. Outro ponto importante é o cuidado com o dinheiro. O idoso pode precisar de alguma ajuda para se lembrar da data de vencimento das contas da casa, ou pode já não se sentir confortável em fazer a gestão financeira sozinho.


Os cuidados informais começam quando o idoso depende de alguma vigilância da família ou pessoas próximas, com telefonemas frequentes ou mesmo visitas presenciais para garantir que está tudo bem.



​Nessas visitas ou telefonemas, é necessário estar sempre atento. Pergunte se o idoso necessita de alguma coisa, perceba se está com alguma dificuldade nas atividades diárias, ou se a casa precisa de algum cuidado que o idoso já não consegue fazer. Por isso, esteja aberto a conversar e perceber se o idoso está a precisar de alguma ajuda nessa área, ou se se sente inseguro sozinho em casa.


Quando facilita as compras do idoso


A mobilidade é algo que normalmente afeta os idosos, ao longo dos anos começa a ser cada vez menos e por isso os cuidados com algumas situações são necessários. Os familiares podem organizar com o idoso a forma que for melhor para as duas partes: o idoso pode querer ir às compras acompanhado, ou pode preferir dar apenas uma lista de tudo que precisa, periodicamente.


Chega uma altura que o idoso para de conduzir, ou já tem alguma dificuldade em caminhar e, por isso, pode precisar de apoio nas idas ao supermercado, à farmácia, ou mesmo a comprar roupas.



Este ponto é válido para todas as compras do idoso, não apenas para a mercearia. Com o apoio nas compras da farmácia, os familiares podem começar também a perceber se o idoso está a medicar-se da forma correta, de acordo com a duração de cada medicamento, ou se é necessário maior auxílio para que ele se lembre de tomar a medicação adequada todos os dias. Mas vale lembrar que o idoso pode sentir-se desconfortável ao pedir ajuda em coisas recorrentes, por isso, é papel do familiar estar sempre a perguntar se necessita de alguma coisa, e a voluntariar-se para o acompanhar nessas atividades.



Quando assegura a manutenção da casa


Outro ponto que requer certa ajuda são os cuidados com a casa. Com o tempo, os idosos começam a não prestar atenção à manutenção necessária da sua casa, seja na lavagem das roupas ou na higienização dos espaços. Esta incapacidade de observação pode ir até a melhorias e pequenos arranjos da casa, como trocar lâmpadas, mudar uma fechadura ou olear uma porta. Apesar de isto muitas vezes já não ser feito pelos próprios idosos, a alteração surge quando quem coordena as necessidades da casa passa a serem os seus filhos. Quando os filhos têm de substituir os pais idosos para assegurar que a casa se mantém funcional, estão a dar-lhes assistência.


A partir de um certo momento, os seus pais idosos não conseguem assegurar que a casa se mantém funcional: não reparam nos cuidados necessários, ou não conseguem contactar alguém que faça arranjos ou limpezas necessárias.


Quando existe uma máquina que avaria, ou um arranjo que é necessário, o cuidado começa quando são os filhos a encontrar quem faça estes pequenos trabalhos na casa dos seus pais idosos. Para este apoio, pode ser necessário contratar pessoas, seja alguém que ajude na limpeza da casa, seja noutros campos, para que o idoso já não tenha que se preocupar com alguns afazeres. Entretanto, quando for visitar os seus pais idosos, verifique se algo precisa de ser feito e ajude-os a resolver o que for necessário.



Quando acompanha o idoso em consultas


Como dissemos antes, a mobilidade torna-se mais difícil com a idade. Por isso, outro cuidado que o idoso pode precisar é com o transporte e também acompanhamento em consultas médicas, sessões de fisioterapia, ou em exames médicos. Lembre-se que o idoso pode apresentar alguns problemas em comunicar, ou em recordar o que deve ser falado, e o seu cuidado pode ser imprescindível nestes momentos. As alterações de medicação ou a marcação de exames complementares podem ter de ser anotadas pelo familiar, para segurança do idoso e manutenção da sua saúde.


Além de ajudá-lo na deslocação, ao acompanhar o idoso em consultas o familiar pode lembrá-lo dos tópicos que devem ser falados com o médico, e assegurar que compreende as suas indicações.



Com certeza, com um familiar por perto o idoso irá sentir-se mais tranquilo e seguro para continuar a fazer as suas atividades, e, quando necessário, pedirá ajuda para realizar aquilo que já sente que não consegue fazer. Esta opção é benéfica na medida em que o idoso não se aventura em atividades complicadas, onde se poderá magoar.



​Mantenha-se atento aos cuidados informais que presta


​Neste artigo, apresentámos então que o cuidado regular com os idosos pode começar muito antes de eles terem uma dependência total, por estarem acamados ou com severas dificuldades de locomoção, talvez até alguma doença prolongada ou demência. Os cuidados começam quando eles dependem, de alguma forma, de um familiar. Por isso fique atento, e perceba quando começa a dependência do seu familiar idoso, de forma a que se mantenha a sua segurança e qualidade de vida.

Se os assuntos referentes ao bem-estar e cuidados com os idosos são do seu interesse, continue a acompanhar os artigos preparados pela Lares Online, que abordam sempre os temas mais relevantes e atuais para famílias, e profissionais, que têm a qualidade de vida dos idosos em primeiro lugar.



​Procura lar para um familiar idoso? 

Submeta um pedido ou ligue 939 667 800.

When visiting our website, you acept the cookies we use to improve your browsing experience.

 

Help?

+351 939 667 800