Benefícios de uma recuperação hospitalar em lar de idosos

Por Mariana Camargo , 28 de Junho de 2021 Lares e Residências


Sabemos que os idosos tendem a ter mais intercorrências devido a dificuldades de locomoção ou saúde fragilizada. Após um período de internação hospitalar, muitos ficam em convalescença e, por conta disso, necessitam por vezes de uma estadia temporária num lar de idosos, já que nem sempre é possível a transição diretamente para casa.


Nem todos os idosos podem transitar diretamente do hospital para a sua casa: existe um período de recuperação hospitalar que pode beneficiar se feita num lar de idosos.



Isso normalmente acontece no caso de alguma circunstância traumática, como uma queda ou outro acidente doméstico, e também no acompanhamento após uma intervenção cirúrgica, como a colocação de uma prótese, ou a recuperação de uma doença cardíaca ou respiratória.

Neste artigo vamos discutir quais tópicos são importantes saber e em que situações uma estadia de recuperação hospitalar num lar de idosos pode trazer maior bem-estar e um processo de reabilitação completo ao idoso.



Equipa especializada e multidisciplinar


Após uma alta hospitalar, o idoso segue com a saúde frágil por um período de tempo, e por isso diversos profissionais podem ser necessários durante a recuperação hospitalar.

Para o sucesso da recuperação do idoso em lar, a ficha médica é compartilhada entre o hospital e a instituição de apoio. Assim, com acompanhamento ininterrupto de profissionais de saúde, podem-se garantir cuidados continuados. Por exemplo, assim é mais fácil seguir a lista de fármacos e dosagens, e outros tratamentos iniciados em ambiente hospitalar.



Dentro de um lar de idosos, o acompanhamento multidisciplinar de profissionais é grande auxiliar na recuperação do idoso.



Outro ponto importante é que o idoso que está em convalescença precisa de ajuda para não permanecer em inatividade completa, já que essa situação pode piorar o estado de saúde e trazer problemas de circulação.

​Tratamentos, como a troca de pensos para a cicatrização de ferimentos ou a medicação correta são cuidados feitos por enfermeiros que estão sempre disponíveis nos lares de idosos licenciados.


Nos lares, o trabalho diário de fisioterapeutas faz com que o idoso faça atividades e desenvolva o que pode ter sido comprometido durante o internamento.



Outras profissões que fazem a diferença na recuperação hospitalar do idoso em lares são: psicólogos, nutricionistas, terapeutas ocupacionais e assistente sociais. Cada um tem o seu trabalho para que o idoso volte para casa em plenas condições de seguir a sua vida da melhor forma.

Com os cuidados profissionais diários, podemos evitar erros no tratamento do paciente depois de um incidente ou intercorrência, já que somente um especialista saberá como agir rapidamente com foco na recuperação dos pacientes e evitar, por exemplo, erros ao tratar um AVC como tratámos noutro artigo.



Apoio nas AVD potencia recuperação


Algumas restrições de locomoção e mesmo fragilidade de saúde podem acontecer durante este período de recuperação hospitalar. Mais uma vez, o cuidado de profissionais disponíveis 24 horas por dia é de extrema importância para que o idoso que está em recuperação hospitalar passe por este processo e retome as suas responsabilidades.


Este trabalho, feito por profissionais especializados, ajuda o idoso a recuperar os pontos necessários para a sua independência: fisioterapia para ajudar no caminhar, ou o trabalho psicológico para ajudar na memorização.


Os idosos precisam de assistência, além de cuidados médicos, também nas suas Atividades de Vida Diária (AVD), como mobilidade, higiene pessoal e alimentação.



Para isso, os lares dispõem de atividades físicas e mentais como oficinas de jogos e de artes, passeios e atividades externas, que podem trazer melhoras nas áreas de memorização, socialização, concentração, condicionamento físico e coordenação motora.

O auxílio com as AVD é necessário para a integridade física e emocional dos idosos que ainda têm a possibilidade de realizá-las, mas que por conta de um acidente ou uma cirurgia encontram-se impossibilitados por um período.



Porquê escolher um lar e não um cuidador particular?


Em casa, muitos aspetos podem dificultar a recuperação hospitalar do idoso: construções sem acessibilidade onde é difícil o idoso se mover sem apoio, podendo levar a novo internamento devido uma queda; a falta de instrução para a administração de medicação; ou piora no quadro de saúde, por exemplo.


Não é fácil contratar um cuidador em particular, e mesmo que este seja experiente, não poderá fazer o mesmo trabalho que as equipas multidisciplinares presentes nos lares.



Além disso, encontrar um cuidador particular não é fácil, já que não há muitos profissionais com a qualificação contínua necessária, e os que a têm dificilmente estarão disponíveis imediatamente quando o seu familiar sair do hospital. 

Outra variante importante nesta escolha é a confiança naquele profissional que ficará sozinho com o idoso num ambiente particular, e por isso é necessária uma supervisão constante para avaliar se a relação entre o cuidador e o idoso é a ideal.



A contratação de um cuidador em particular requer também mais supervisão por parte da família, que deve garantir que os melhores cuidados estão a ser prestados ao idoso.



Se a preocupação principal é sobre a família desejar fazer parte do processo de recuperação hospitalar do idoso em lar, vale lembrar que a ida para um lar não é um corte da família. Basta perguntar quais são os horários de visita, já que há lares onde a visitação é aberta 24 horas por dia, e outros onde há períodos específicos para o acesso de familiares, e poderá envolver-se no dia-a-dia do seu familiar idoso.

Para um cuidado integral das necessidades de um idoso em recuperação, um lar de idosos é uma boa escolha que não lhe dará dores de cabeça e preocupação, além de ser o melhor local para que a recuperação seja rápida e completa. Não esqueça que pode haver um atraso na recuperação do idoso, ou pode mesmo levar a que não haja recuperação plena, por falta de acompanhamento específico.​


A falta de acompanhamento adequado pode levar a acidentes e a novos internamentos, que dificultam a recuperação plena do idoso.



Vale salientar que, em casos de convalescença, a maioria dos lares aceita estadias temporárias para recuperação completa dos idosos, até que eles estejam preparados para voltar às suas casas. São necessárias diversas atividades e cuidados para que possamos focar-nos na preservação e evolução da saúde física e mental no período de recuperação hospitalar do idoso. Somente num ambiente multidisciplinar, encontrado em lar de idosos, o idoso receberá todos os cuidados necessários à recuperação.

Então lembre-se, durante a sua pesquisa, de informar os lares em que está interessado de que o seu familiar precisa de uma ajuda temporária após sair do hospital, e assim encontrarão a melhor solução para o idoso.



Procura lar para recuperação hospitalar? 

Submeta um pedido ou ligue 939 667 800.

When visiting our website, you acept the cookies we use to improve your browsing experience.

 

Help?

+351 939 667 800