[Entrevista] «Lares de idosos não são para qualquer um»

Por Catarina Bouca , 22 de Setembro de 2020 Profissionais

A Casa de Repouso O Sobreiro, a Casa de São Caetano e o Lar Desabrochar de Novo fazem parte da nossa rede alargada de ofertas nos cuidados à terceira idade. Estes três lares de idosos pertencem ao empresário Mahomed Munir Mussa, que é cliente do Lares Online desde 2014 e que aceitou falar connosco sobre como tem corrido esta parceria. Aproveitámos a conversa para conhecer melhor as suas residências e abordar temas de interesse para o setor. 



Mahomed Mussa: um empreendedor no setor da terceira idade 


Mahomed Munir Mussa tornou-se empresário no setor da terceira idade há cerca de 12 anos, depois de uma carreira na advocacia que lhe permitiu «aprender muito sobre a dinâmica deste negócio». Herdou do pai o espírito empreendedor e, quando lhe surgiu a oportunidade de adquirir o seu primeiro lar de idosos, avançou sem medo. Tinha bastante conhecimento sobre o assunto, além de um «enorme gosto pela área social».



Qual é a receita para uma gestão eficiente neste tipo de atividade?

Sr. Mussa: Eu acredito que cada pessoa terá a sua própria receita. Como em qualquer atividade económica, temos que ser rigorosos nos custos, não desfazendo da qualidade dos serviços que prestamos. Por outro lado, temos que cumprir à risca todas as regras relativas aos recursos humanos e às outras áreas de funcionamento de um lar.

Sei que o negócio dos lares de idosos não é para qualquer um, pois é preciso ter uma grande sensibilidade para todas as questões ligadas à terceira idade. Esta é uma atividade que exige muito de nós.



Segredos da exploração e crescimento do negócio


Os seus lares estão geograficamente dispersos. Quais são as implicações desta distância na gestão do negócio?


Sr. Mussa: Não é fácil, sobretudo porque tenho dois lares no Porto e não vivo lá! A forma como contornei esse obstáculo foi investir em equipas competentes, nomeadamente em diretores técnicos responsáveis e empenhados, e também em serviços médicos e de enfermagem de qualidade. O nosso processo de recrutamento é bastante rigoroso.

Apostamos na formação contínua dos funcionários, o que faz com que a minha presença não seja necessária a tempo inteiro.



​Tem lares para diferentes segmentos de mercado. Porquê esta aposta variada?


Sr. Mussa: Hoje tenho quatro lares que se distinguem em alguns aspetos, mas os principais são a localização e as instalações. Os lares que estão melhor situados e cujo espaço físico é feito de raiz para este propósito têm, obviamente, um preço mais elevado.

Não se trata propriamente de uma aposta em diferentes gamas. Quando iniciei esta atividade os meus recursos eram mais limitados e o mercado não dispunha de tantos lares como agora.



O que é que clientes e potenciais clientes podem esperar dos vossos serviços?


Sr. Mussa: Valorizamos muito a proximidade entre todas as pessoas que fazem parte da comunidade: idosos, familiares e equipa, o que se traduz em práticas, como um horário de visitas muito alargado, uma relação de grande familiaridade com o idoso e famílias, entre outras.

A proximidade entre as pessoas, a estimulação da autonomia e do desenvovimento emocional e psicológico do idoso e a promoção do envelhecimento ativo.


Existe também uma grande preocupação em estimular a autonomia e o desenvolvimento emocional e psicológico do idoso. Promovemos o envelhecimento ativo, incentivando os idosos a participarem nas atividades de terapia ocupacional e animação sociocultural.



​A importância e a aposta no Lares Online, desde 2014


Qual considera ser o fator diferenciador da oferta do Lares Online? 


Sr. Mussa: O Lares Online apresenta vários fatores de diferenciação relativamente aos outros agentes de mercado, um deles é a forte aposta em presença online. Se formos ao Google e pusermos a palavra-chave «lares de idosos», o Lares Online aparece-nos em primeiro lugar, o que significa que os meus lares também vão aparecer em primeiro lugar.

Os conteúdos que produzem são de grande qualidade e existe uma constante preocupação da parte da empresa em manter uma relação de proximidade com os proprietários dos lares. 



Como é que o Lares Online tem contribuído para o sucesso do seu negócio?


Sr. Mussa: Não consigo dar números concretos, porque nunca fiz um estudo, mas no geral chegam-me muitos clientes através do Lares Online. Há alturas em que tenho um dos meus lares praticamente vazio e consigo reverter a situação porque trabalho com esta empresa, assim como há outras alturas em que clientes chegam até mim diretamente.

​O Lares Online tem um posicionamento de mercado muito bom, e a procura de lares através desta plataforma é bastante elevada. O serviço que prestam é de grande importância para o meu negócio.

Os clientes que vêm via Lares Online estão muito bem informados sobre os serviços que prestamos, no entanto fazem-nos perguntas na mesma, o que é perfeitamente normal!



Covid-19: novos desafios para os lares de idosos

Todas as atividades económicas sofreram os efeitos negativos trazidos pela Covid-19, mas no setor da terceira idade esses efeitos foram realmente dramáticos. Os lares de idosos estiveram no epicentro desta pandemia e foram obrigados em tempo record a arranjar soluções e a adaptarem-se a uma realidade totalmente inesperada.


Que novos desafios terá este setor que enfrentar numa fase pós-pandemia?

Sr. Mussa: A Covid-19 trouxe colocou-nos perante grandes desafios. Embora já existissem bastantes regras no que respeita ao funcionamento dos lares de idosos, agora novas regras surgirão.

Devem surgir alterações legislativas e, consequentemente, novas regras. Sobretudo, penso eu, no que respeita aos rácios de funcionários e à estrutura e arquitetura dos equipamentos.



Como tem sido gerir os constrangimentos trazidos pela Covid-19?

Sr. Mussa: Apostámos seriamente na formação interna dos nossos recursos humanos e tivemos uma participação muito significativa de algumas autoridades, nomeadamente da Autoridade de Saúde Pública de Vila Nova de Gaia.

Tivemos muita sorte, começo por dizer. A nossa política foi elaborar os planos de contingência o mais cedo possível, e aperfeiçoá-los à medida que fomos recebendo orientações das autoridades.



​O Lares Online foi desenvolvido para reduzir as dificuldades que os idosos e respetivas famílias encontram na procura e na escolha de serviços de apoio à terceira idade. Temos uma rede alargada de residências sénior que são nossas clientes e com quem trabalhamos em conjunto na busca das melhores soluções para os idosos que chegam até nós.



Também quer o seu lar em primeiro lugar?

Registe a sua Instituição no Lares Online.

Se preferir falar connosco, ligue-nos para 924 059 935.

Ao visitar o nosso site, aceita os cookies que usamos para melhorar a sua experiência de navegação. Pode ler a nossa politica de privacidade e cookies.

Ajuda?

(+ 351) 939 667 800