Como fazer uma inscrição em lar de idosos?

Por Mariana Camargo , 10 de Março de 2022 Lares e Residências


Depois de tomar a decisão de que um familiar idoso irá para um lar de idosos, há diversos passos importantes para que o processo de mudança seja um sucesso. Uma etapa essencial é a escolha de que lar se adequa mais à sua realidade e às suas expetativas. Há que ter sempre em conta que esse lar pode ser de cariz social ou privado, e que existem diferenças fundamentais entre os dois.


Um ponto fundamental no processo de procura e seleção de lares é saber quais são as burocracias inerentes ao processo de inscrição em cada tipo de lar.



A família deve sempre saber como funciona o processo de inscrição no lar em que está interessada, já que há documentos, períodos e pagamentos que variam de um lar para o outro, e na Lares Online podemos auxiliá-lo com isso.

Neste artigo, vamos apontar as diferenças entre inscrição de idosos em lares de cariz social e em lares privados. Para que os familiares interessados em inscrever um idoso num lar tenham de antemão as informações do que pode ser pedido neste processo.



A inscrição num lar de cariz social


​Antes de apresentar quais são os elementos comumente necessários para a inscrição em um lar de idosos de cariz social, gostávamos de recordar o que isto significa. Sobre a natureza económica das instituições, os lares de cariz social (terceiro setor) têm a possibilidade de uma comparticipação da Segurança Social, que é calculada com base no rendimento familiar do idoso.


A inscrição em lar social pode ter de ser presencial e envolve alguma burocracia: formulários, declarações e renovação anual de interesse do candidato.



​Muitas vezes, a inscrição em lares de cariz social tem de ser presencial. Por isso, tenha em mente que é um procedimento que envolve marcação de hora e comparecimento do próprio idoso na instituição para tratar do ato de inscrição, juntamente com todos os documentos necessários.

Os documentos podem variar de uma instituição para outra, mas é comum que o lar social tenha como critério o preenchimento de um formulário de inscrição próprio, que  pode (ou não, dependendo da instituição) ser enviado antes de um primeiro contacto com a instituição. Neste formulário, normalmente preenchem-se os dados pessoais do candidato a residente como: morada completa, contatos telefónicos, data de nascimento, documentos e número de utente do Serviço Nacional de Saúde.


Se tiver capacidade financeira, o idoso pode ser chamado para uma cama privada no lar social, que nem sempre é mais barata que uma vaga em lar privado.



Com o formulário, é também obrigatório entregar uma série de documentos, como declarações IRS do idoso e dos seus familiares, cartão de subsistema, recibos de vencimento do representante legal do idoso, relatório médico, entre outros. Além das informações sobre a situação social e de saúde do idoso, pode haver lugar à nomeação de um responsável pelas decisões do idoso, que pode ser da família ou não. Se o idoso reunir as condições para a admissão, vale ressaltar que por vezes existe um valor de inscrição, sem garantia de vaga. Informe-se conosco como é o passo a passo do lar social que lhe interessa. 

É necessário ter atenção, que além de ser muito frequente o idoso ficar em lista de espera, caso não existam vagas no momento, uma eventual vaga disponível pode não ser a social que todos procuram. Muitas vezes os idosos que têm capacidade financeira para pagar uma cama privada também querem recorrer às vagas sociais. O seu familiar idoso pode ser chamado para uma vaga em lar social, sim, mas não para a vaga social comparticipada. É importante ter em conta que esta nem sempre é mais barata que uma vaga num lar privado.


Portanto, num lar de cariz social a inscrição tem alguns requisitos particulares:

  • inscrição pode ter de ser presencial;
  • pode haver entrega de valor no momento de inscrição;
  • tem de ser feita prova de recursos financeiros;
  • é necessário renovar anualmente a inscrição.

​Por isso esteja sempre atento a todos os pormenores de inscrição do lar social em que estiver interessado. Para que assim o seu processo de inscrição ocorra sem surpresas e da forma mais satisfatória.



Fazer inscrição num lar privado


Aqui iniciamos a dizer que um lar privado, ao contrário do exemplo anterior, é orientado para o mercado. Estes lares obedecem à legislação reguladora da Segurança Social, mas não têm qualquer tipo de comparticipação pública. Mantêm-se mesmo em funcionamento apenas com o pagamento de mensalidades dos idosos. 


O processo de inscrição em lar privado em geral é muito mais fácil e rápido, não havendo burocracia associada nem entrega de documentos.



A inscrição num lar privado é frequentemente apenas um contacto entre a família do residente idoso e o lar, e não tem a necessidade de prova de rendimentos, pelo que acaba por ser um  processo mais rápido e menos complexo. Esta inscrição envolve apenas o registo dos dados pessoais do idoso e seus familiares, e por isso, a inscrição pode ser feita por chamada ou mesmo online.

Normalmente, antes da inscrição é necessário um primeiro contato para esclarecer as suas dúvidas. Recomendamos que faça sempre uma visita presencial e também que faça todas as perguntas de que precise.


Normalmente em lar privado não existe pagamento pela inscrição do idoso, e esta pode ser feita por email, telefone ou formulário online.



Em lar privado por norma não há entrega de valor pela inscrição propriamente dita, a não ser que seja feita reserva. Isto significa que o primeiro pagamento conta somente com o valor acordado da mensalidade do lar. Vale salientar também que cada lar privado pode ter nuances no seu processo de inscrição, dependente sempre da existência de vagas. Por isso, pode contar com o apoio da linha Lares Online para encontrar a melhor solução e tirar todas as suas dúvidas, antes da admissão em lar.



A ter em mente antes da inscrição


Com certeza, algo que se deve ter em mente durante a pesquisa de lar de idosos é se há mesmo a necessidade de um lar social. Apenas considere uma vaga social se a família ou o idoso não conseguirem de todo comportar uma mensalidade em lar privado. Neste caso, lembre-se que encontrar uma vaga e inscrever o seu familiar idoso pode levar muito tempo, portanto não espere ter lugar num lar assim que começar a procura. Há pessoas que esperam anos por uma cama social.

Nos lares privados, por outro lado, deve sempre ser feita uma pesquisa completa, para que nunca se tenham surpresas sobre o que está incluído no valor da mensalidade ou não. Uma inscrição em lar privado leva rapidamente a uma vaga, e potencial admissão do idoso.


Lembre-se que a inscrição, na maioria dos casos, funciona como nada mais que uma manifestação de interesse: não garante nada ao idoso nem ao lar.



Estas são as principais diferenças no processo de inscrição de lar social e lar privado. No processo de inscrição e admissão, tenha certeza também sobre taxas a ser pagas e para que servem. Apenas assim terá a certeza de que não pagará duas vezes pelo mesmo serviço. Pode contar com o trabalho da Lares Online para que a sua experiência de escolha e inscrição em lar social ou lar privado ocorra de forma positiva. 



Procura o lar ideal para o seu familiar idoso? 

Submeta um pedido ou ligue 939 667 800.

Ao visitar o nosso site, aceita os cookies que usamos para melhorar a sua experiência de navegação. Pode ler a nossa politica de privacidade e cookies.

Ajuda?

Atendimento urgente (+ 351) 939 667 800