Atividades físicas para idosos em residências assistidas

Por Mariana Camargo , 27 de Janeiro de 2022 Envelhecimento


O perfil da população está a mudar consideravelmente. Vivemos num mundo que está a ficar grisalho. A expectativa de vida aumentou em todos os países, inclusivé em Portugal, em decorrência ao progresso da medicina, melhoria das condições socioeconómicas e, não menos importante, ao estilo de vida.

Porém, não é só acrescentar anos à vida, mas acrescentar vida aos anos. A expectativa de vida não é somente tempo, mas também qualidade de vida, ou seja, como o indivíduo envelhece. Nas Residências Assistidas, como é priorizada a liberdade dos idosos e têm como objetivo atrair idosos com algum grau de autonomia, as atividades físicas são um dos serviços principais, juntamente com a assistência 24 horas, disponibilizados pela Residência. 


Podemos atingir uma vida equilibrada e saudável através de atividades físicas para idosos, sejam elas desportivas ou recreativas. 



​As atividades físicas são importantes porque as pessoas não se dão conta de que o envelhecimento é um processo que se desenrola ao longo da vida. O indivíduo jovem fisicamente inativo parece idoso, assim como o indivíduo idoso e ativo parece jovem. Por isso, o desejo de fazer algo que seja bom para a própria saúde prevalece num grande grupo de indivíduos idosos. 

As atividades físicas são importantes em todo o decorrer da vida, mas em pessoas idosas a sua dimensão é maior, já que ajuda na melhoria do quadro de diversas doenças, além de prevenir ou retardar o aparecimento de muitas delas e melhorar a qualidade geral de vida das pessoas.



Benefícios das atividades físicas em residências assistidas


Primeiramente é importante apresentar em mais detalhes o que é uma residência assistida. Residências assistidas são conhecidas como um meio termo entre a casa particular do idoso e uma residência de acolhimento a idosos. 

As residências assistidas diferem dos lares tradicionais no preço, nos serviços oferecidos e na filosofia, já que pretendem atrair idosos com algum grau de autonomia, que procuram a liberdade de uma vida independente e a segurança que só um ambiente com apoio permanente pode dar.

Com isso, a residência assistida prima por serviços especializados, adaptados a cada idoso e diversificados. E como os seus residentes são idosos com certo grau de mobilidade, podem oferecer-lhes algumas atividades físicas mais intensas que num lar de idosos tradicional.


A atividade física tem caráter preventivo e de manutenção da capacidade funcional do idoso, melhorando a qualidade de vida e o seu estado de humor.



Uma prática bem assistida e executada, sem riscos e com planeamento, só tende a promover a saúde e prevenir doenças. Os exercícios físicos ajudam a combater doenças como a obesidade, diabetes, colesterol e pressão arterial alta, reduzindo os riscos de doenças cardíacas. Além de promoverem uma maior aptidão cardiorrespiratória, e aumentar o fôlego para uma simples caminhada até um ponto específico como um café, uma farmácia, ou subir um lance de escadas, entre outras atividades do dia a dia do idoso.

Estas atividades físicas também melhoram a flexibilidade das articulações, aumentam a resistência dos músculos e a densidade dos ossos, o que amplia a mobilidade funcional, diminui o risco de quedas e o medo de cair. Ou seja, fazem bem ao corpo e à alma: pois aumentam a segurança do idoso nas tarefas do dia-a-dia, deixando-o mais confiante e com a autoestima mais elevada por ser capaz de fazer as suas tarefas com independência. Isso leva a diminuição da ansiedade e combate mesmo a depressão.



Quais são as atividades físicas mais oferecidas pelas residências assistidas?


Agora que já sabemos quais são os benefícios dos idosos que praticam atividades físicas, vamos apresentar quais são as principais modalidades que são disponibilizadas pelas residências assistidas. Sem esquecer que, antes da execução de qualquer atividade física, é indispensável uma avaliação médica completa da saúde do idoso.


As residências assistidas primam por atividades especializadas, adaptadas a cada idoso e diversificadas consoante os seus gostos e necessidades.



Práticas de pouco impacto são as mais indicadas para quem está acima dos 60 anos. Caminhadas, atividades na água, alongamento, dança e musculação são atividades que desenvolvem flexibilidade, equilíbrio e força muscular, e que são de fácil realização para não causar lesões.


Veja aqui alguns exemplos de atividades importantes para a saúde dos idosos que habitam em residências assistidas:

Tai Chi Chuan

É uma arte marcial de baixo impacto e que não tem restrições, trazendo diversos benefícios aos idosos, como a diminuição das dores provocadas pelas artrites, artroses e contraturas musculares. Além de ser excelente para a saúde do coração e  trazer benefícios para a saúde psicológica, melhorando o bem-estar, a serenidade e a tranquilidade.



Ioga, Pilates ou alongamento

Exercícios de alongamento, ioga e pilates são uma opção eficaz na melhora da capacidade funcional. Melhoram o equilíbrio, facilitam o trabalho do sistema respiratório e da ativação da circulação sanguínea.



Jardinagem no exterior ou em vasos

A jardinagem é uma atividade que estimula o exercício físico no dia a dia dos idosos, e ela é uma boa alternativa aos idosos que têm maior dificuldade para se movimentar e até se neguem a praticar exercícios físicos, mesmo os mais simples. Ao cuidar de uma horta ou jardim, os idosos caminham, abaixam, mexem os braços, dobram as articulações e ainda movimentam a cabeça. Tudo isso inclui atividades de baixíssimo impacto, que mal são percebidas, mas que fazem uma grande diferença na terceira idade.



Natação, hidroginástica e exercícios aquáticos

Permitem a realização de movimentos sem impactar articulações e tendões. A hidroginástica é bastante popular por ser uma atividade segura. Existem potenciais benefícios tanto na capacidade aeróbica como na força muscular, flexibilidade e para o sistema respiratório.



Zumba ou danças de salão

A dança ajuda a manter o condicionamento aeróbico, a força muscular e a flexibilidade, e melhora especialmente o equilíbrio corporal e a coordenação motora. Também permite ao participante alcançar estados emocionais positivos.



Com este artigo, procurámos apresentar o aumento da qualidade de vida que as atividades físicas trazem aos idosos, desde a prevenção de doenças, até a melhora do funcionamento do corpo e da mente. Assim, mostramos o porquê de essas atividades físicas fazerem parte dos serviços exclusivos adaptados oferecidos a cada um dos idosos residentes nas residências assistidas.



Encontre residências assistidas com atividades físicas

basta submeter um pedido ou ligar 939 667 800.

Ao visitar o nosso site, aceita os cookies que usamos para melhorar a sua experiência de navegação. Pode ler a nossa politica de privacidade e cookies.

Ajuda?

Atendimento urgente (+ 351) 939 667 800