Uma forma de atrair e reter auxiliares em lares de idosos

Por Mariana Camargo , 23 de Novembro de 2022 Profissionais


Vivemos num país com muitas contribuições para o Estado, onde é muito complicado despedir pessoas e existe pouca flexibilidade burocrática. Desta forma, a maioria dos negócios tenta controlar ao máximo os gastos e investimentos que faz, de forma a precaver-se de situações chatas. Mas, no caso dos lares de idosos, uma situação incomum acontece, já que os lares disputam para manter os profissionais competentes, porque há uma grande rotatividade, que pode tornar os cuidados com os idosos inconsistentes. A Lares Online preparou este artigo para explicar qual pode ser a solução para atrair e reter a longo prazo os auxiliares geriátricos do seu lar de idosos.



Aposte em contratos sem termo!


O recrutamento e formação de novos auxiliares geriátricos é um entrave muito grande ao normal funcionamento do lar de idosos, pois consome tempo e recursos que muitas vezes são escassos. Como os auxiliares geriátricos são de extrema importância na saúde física e emocional dos idosos, como podemos ver neste artigo, é indispensável manter os melhores profissionais a trabalhar consigo, certo? Para isso, fazer um contrato sem termo com o profissional pode ser uma saída, já que o mesmo cria maior sentimento de pertencimento da empresa por conta do trabalhador.

Estabelecer contratos sem termo podem ser o caminho a seguir para os lares de idosos, ajudando a atrair e a reter auxiliares geriátricos competentes!



Este tipo de contrato traz tranquilidade e segurança, tanto aos lares de idosos como aos próprios auxiliares geriátricos. Isto significa que os cuidados prestados poderão ser ainda melhores, e que os idosos residentes são altamente beneficiados. Conheça neste artigo quais são as vantagens deste tipo de contrato para atrair e reter a longo prazo os auxiliares geriátricos do seu lar de idosos.



O profissional sente maior segurança


O facto de o auxiliar geriátrico trabalhar normalmente em contratos a termo certo, que acabam ao fim de uns meses ou um ano, pode ser benéfico para o seu lar de idosos. Ao fazer uma proposta de contrato sem termo, está a demarcar o seu lar de todos os outros e a acrescentar uma grande vantagem à contratação de auxiliares. Para o profissional, receber uma proposta de contrato sem termo é também um reconhecimento de que o empregador gosta e confia no trabalho que ele faz dentro do lar de idosos.


Isso porque ser efetivo traz maior segurança, faz com que o profissional se sinta mais parte da empresa e se empenhe para corresponder à confiança demonstrada pelo lar.



Assim, os auxiliares geriátricos pensam muito mais antes de deixar a empresa, visto que um trabalho sem termo hoje em dia já não é muito comum, e num lar de idosos ainda menos. Desse modo, tenha esta possibilidade em mente para a retenção dos auxiliares geriátricos competentes dentro do quadro de colaboradores do seu lar de idosos. Os seus auxiliares geriátricos irão sentir-se muito mais seguros, irão empenhar-se muito mais e sentir-se valorizados na carreira. Esta é uma forma de prevenir a perda dos seus melhores colaboradores, que já formou e estão aptos a trabalhar consigo no seu lar!



​O lar pode ter vantagens fiscais


​Quando pensamos em contratos sem termo, muitas vezes pensamos nas desvantagens e pagamentos que devem ser feitos se o empregador resolver despedir o funcionário. Mas há vantagens que podem não ser conhecidas pelos lares de idosos, como por exemplo a possibilidade de pedir redução da taxa contributiva por parte da entidade patronal.


Pode pedir redução da taxa contributiva por parte do lar de idosos, durante um período máximo de 5 anos (auxiliares com menos de 30 anos) e 3 anos (auxiliares com mais de 50 anos).



Essa redução no pagamento é possível quando se contratam jovens à procura do primeiro emprego, desempregados de longa duração (mais de 12 meses), ou quando queiram efetivar um funcionário já contratado a termo com idade igual ou superior a 45 anos.

​Regras para ter direito a estas vantagens fiscais: 

  • ter a situação contributiva e tributária regularizada perante a Segurança Social e a Autoridade Tributária e Aduaneira; 
  • não ter atraso no pagamento das retribuições;
  • celebre com o auxiliar geriátrico contrato de trabalho sem termo, a tempo inteiro ou parcial; 
  • ter ao seu serviço, no mês do requerimento, um número total de trabalhadores superior à média dos trabalhadores registados nos 12 meses imediatamente anteriores.

Outra forma de economizar ao contratar um funcionário sem termo é pelo programa ATIVAR, no qual depois do período de 9 meses de estágio a empresa recebe um prémio de emprego. Caso deseje fazer um contrato sem termo com o auxiliar geriátrico, o lar de idosos pode receber um valor de até 5 vezes o valor do IAS (443,20€).



Período experimental protege o lar


O período experimental está definido no Código do Trabalho. Refere-se ao período de início do contrato de trabalho, onde empregador e trabalhador avaliam o interesse de manter a relação laboral. ​O período experimental varia de acordo com a realidade dos trabalhadores sendo de 90 dias para a generalidade dos trabalhadores. Este período pode ir até aos 180 dias para os trabalhadores à procura do primeiro emprego e para os desempregados de longa duração, assim como trabalhos com grande complexidade técnica, elevado grau de responsabilidade ou especial qualificação.


Antes de haver o vínculo entre o lar de idosos e o auxiliar geriátrico, ambos podem rescindir o contrato sem perdas financeiras, durante o período experimental.



Tal como o próprio nome indica, é durante este tempo, de adaptação e conhecimento para ambas as partes, que o lar de idosos e os auxiliares geriátricos devem perceber se querem manter o contrato de trabalho. Serve de aprendizagem, mas também de avaliação futura para ambas as partes – sobretudo para perceber os benefícios existentes ou inexistentes em continuar com essa relação. Durante este período, o lar de idosos pode a qualquer momento considerar que o auxiliar não esteve à altura do trabalho exigido, e dispensá-lo sem perdas financeiras ou burocráticas. 



O contrato sem termo é uma forma de atrair e reter auxiliares


Como apresentámos previamente, a falta de pessoal qualificado é uma realidade no setor de lares de idosos, particularmente entre os auxiliares geriátricos. Por isso, a segurança trazida pelo contrato sem termo pode ser um importante aliado de diretores técnicos e responsáveis por um lar de idosos para manter os profissionais qualificados nos seus quadros de colaboradores.

Por isso, tenha estas informações em mente para fazer as melhores escolhas financeiras e profissionais para o seu negócio, com o intuito de manter a qualidade do serviço prestado aos idosos.



O seu lar consegue reter auxiliares geriátricos competentes?

Registe-se para divulgar o seu lar.

Se preferir falar connosco, ligue-nos para o 924 059 935.

Ao visitar o nosso site, aceita os cookies que usamos para melhorar a sua experiência de navegação. Pode ler a nossa politica de privacidade e cookies.

Aide?

 

Atendimento urgente (+ 351) 939 667 800