Saiba porque o verão é a época favorita na mudança para lar

Por Sónia Domingues , 15 de Junho de 2022 Lares e Residências


Se existe época ideal para o idoso fazer a mudança para o lar, esta é o verão. Com os dias mais longos e ensolarados, que estimulam o convívio social, provavelmente o idoso estará melhor do que em casa, habitualmente sem nenhuma companhia durante praticamente todo o dia. Mas existem diversos motivos que fazem do verão a melhor altura para integrar o familiar no lar de idosos. Neste artigo, vamos enumerar os benefícios que se escondem por trás do sol radiante de verão, que tornam esta transição mais serena e pacífica.



No verão existe mais preocupação com a saúde do idoso


​No verão, as pessoas passam mais tempo fora de casa, entre férias, festas e momentos na esplanada. Isto significa que o idoso mais dependente ficará sozinho em casa, sem supervisão nem apoio caso se sinta mal. Adicionando o calor do verão e os perigos da desidratação, a saúde do idoso pode sofrer repercussões. Já os profissionais do lar sabem como agir em conformidade com o aumento das temperaturas nos termómetros, seja em termos de hidratação, cuidados com a pele ou mesmo com a pressão arterial.


As ondas de calor e o pouco consumo de água podem levar a várias complicações na saúde do idoso, caso não haja supervisão apertada.



No verão, a água consumida pelos idosos deve ser controlada, uma vez que o idoso tem menos indícios de sede e corre o risco de ficar desidratado num ápice. Também a nível da exposição solar, deve-se fazer o equilíbrio entre o idoso desfrutar do sol e dos seus benefícios e a componente contrária, em que o idoso se tem de proteger para evitar os malefícios da excessiva exposição solar. Quanto à pressão arterial, esta pode flutuar nos dias de maior calor, uma circunstância que tem de ser tida em conta para que o bem-estar e saúde do idoso não sejam prejudicados.



É a época favorita para uma solução mutuamente benéfica


A exposição solar tem a capacidade de melhorar o humor das pessoas e dos idosos em particular. Diminui os níveis de ansiedade e stress, e emocionalmente os idosos sentem-se geralmente melhores. Assim, estarão mais recetivos à mudança sugerida pelos familiares, que pretendem mais liberdade e possibilidades de gozar as suas férias. É uma solução mutuamente benéfica, para bem-estar dos idosos e também dos seus familiares.


Nos meses de calor, os idosos tendem a ficar mais fechados nas suas casas, e têm menor apoio dos familiares que vão de férias ou estão ocupados.



Perante os familiares a trabalhar ou de férias ou a participar em festas em que o idoso já não pode comparecer devido às suas fragilidades físicas e/ou mentais, o idoso tende a ficar sozinho dentro de casa, isolado. Face a este cenário, os familiares e o próprio idoso poderão considerar o ingresso no lar.



No verão é mais fácil reunir o consenso da família

No verão, os filhos querem sair e ter liberdade para fazer férias e descansar de um ano de trabalho. Encontrar um dia favorável para reunir e tomar uma decisão quanto ao que fazer com os pais idosos não é tarefa fácil. Mas o período de verão será mais propício a um encontro entre todos. Entre os filhos, o verão é a melhor altura para o consenso na tomada desta decisão difícil, visto que o bem-estar do idoso influencia a vida e as férias de todos.

O período de férias da família pode ficar em causa, dadas as fragilidades do idoso. Se for para um lar, soluciona todos os problemas. Por um lado, a família pode ir de férias, sem ter de ponderar se será um bom local, dadas as necessidades do idoso. Por outro lado, o idoso não fica sozinho e tem todas as condições de segurança, conforto e companhia de que necessita. 



A transição para o lar não é tão rígida, visto que o tempo potencia as saídas e visitas de familiares

A mudança para o lar de idosos é sempre motivadora de um tempo de ajuste para o idoso e a família se adaptarem às novas circunstâncias. No verão, com o período de férias e os dias mais longos, o idoso poderá ser acompanhado mais de perto nesta nova acomodação, assim como possibilidades de ir buscar o idoso ao lar para almoçar ou visitar familiares. Também a família terá mais tempo para preparar as malas, com tudo o que é necessário. Poderá ainda prestar mais apoio ao idoso nos primeiros tempos e mostrar que irá continuar presente na sua vida. Desta forma, também poderá ficar mais descansada com a decisão tomada, ao reparar em primeira mão que o lar está preparado para cuidar do idoso a todos os níveis.



A integração social no lar de idosos é mais simples no verão

Ao contrário do que muita gente ainda pensa, no lar de idosos realizam-se inúmeras festas ao longo do ano, e comemoram-se várias datas relevantes do calendário português, sendo estas mais frequentes durante o verão. O tempo convida a desfrutar dos espaços exteriores e amplia o convívio social entre os idosos, que se podem tornar amigos. As festas são adaptadas às diferentes condições físicas e cognitivas dos idosos, de modo a que possam participar em segurança, ao contrário do que se passa num contexto de rua.

No lar, o idoso pode desfrutar das festas e convívio social com os seus pares. Ao invés de correr riscos desnecessários de quedas e empurrões em aglomerados de pessoas, ou quando a alternativa seria ficar fechado em casa. Mesmo não havendo festas sociais, o idoso terá certamente mais companhia para passar as tardes de verão no lar que em sua casa.



A compreensão do idoso é mais fácil de obter nesta época

Por vezes, o idoso tem dificuldades em adaptar-se à realidade de que tem de ter cuidados, considerando que é um encargo para os filhos. No verão, quando chega a altura das férias, este sentimento poderá ser acentuado, quando o idoso percebe os sacrifícios que os familiares fazem na sua vida, e que muitas optam por não ir de férias de todo. O idoso pode sentir-se amargurado e deprimido porque acredita que está a transtornar a vida dos familiares. Perante este cenário, ponderar a mudança para o lar de idosos será benéfico para todos. 

A família e os cuidadores do idoso precisam de descansar, e o idoso não é alheio a isso. Será, então, mais fácil introduzir a ideia do lar ao idoso nesta altura. O idoso poderá constatar que o lar de idosos é aprazível e lhe proporciona os cuidados de higiene, saúde e lazer de que necessita, sem que tenha de ficar dependente dos familiares para tudo. Assim, está a libertar os seus familiares e mantém a sua qualidade de vida.



​Aproveite a melhor altura do ano


Se existe época ideal para o idoso fazer a mudança para o lar, será o verão. Dadas as circunstâncias que acabamos de enumerar, é evidente que durante os meses mais quentes do ano, os idosos poderão fazer uma integração no lar com maior facilidade do que noutra época do ano. No verão estão reunidos todos os ingredientes para experimentar as vantagens do lar, seja por um período de férias ou para uma acomodação permanente. 



Procura um lar para um familiar idoso? 

basta submeter um pedido ou ligar 939 667 800.

Ao visitar o nosso site, aceita os cookies que usamos para melhorar a sua experiência de navegação. Pode ler a nossa politica de privacidade e cookies.

Aide?

 

Atendimento urgente (+ 351) 939 667 800