[Entrevista] Novolar: uma casa de repouso com história

Por Susana Pedro , 13 de Agosto de 2020 Lares e Residências


​As casas de repouso Novolar e São José de Maria, na Venda do Pinheiro, têm uma longa tradição no setor dos cuidados ao idoso.

A aposta num serviço de grande qualidade, inovador e personalizado são os segredos deste negócio familiar. O Lares Online conversou com César Fernandes, atual diretor técnico e filho de César Fernandes, o fundador. César Fernandes tem vindo a apostar num serviço de excelência, adaptado a cada cliente e com as técnicas mais recentes na área da gerontologia. 


Crescer e acompanhar as mudanças


As suas casas de repouso são uma referência no setor. Como tem sido a evolução com o passar do tempo?

Tem sido uma evolução adaptada aos tempos que fomos vivendo ao longo destas cinco décadas. É preciso salientar que a Casa de Repouso São José de Maria fez no ano passado 50 anos de existência e a Casa de Repouso Novolar 25 anos. O meus pai foi o grande criador de toda esta história de sucesso na gestão de lares de idosos.​

É preciso muita perseverança, dedicação, profissionalismo e sentido de oportunidade para fazermos sempre um trabalho de excelência.

Os maiores desafios estão ligados às adaptações à própria legislação, que tem evoluído de forma muito favorável ao longo dos anos para dar melhor qualidade de vida às pessoas que recebemos e cuidamos. É uma grande responsabilidade.

Fotografia antiga da Casa de Repouso São José de Maria
Fotografia actual da Casa de Repouso Novolar


​A experiência, a visão e uma cultura muito própria


​​Quais são as mais-valias que as vossas casas de repouso oferecem?

​Recorde que as casas de repouso Novolar e São José de Maria ambas geridas pelo Dr. César Fernandes são históricas em Portugal, contendo elementos próprios que perduram ao longo dos anos desde a sua criação.

Dr. César: Somos uma empresa familiar com muita experiência neste ramo e uma referência a nível nacional pela qualidade dos serviços que prestamos.

Temos também várias funcionárias com 15 e 20 anos de casa e algumas com mais de 30 anos, e em formação constante.

Isso permite-nos manter a qualidade e os conhecimentos das especificidades de cada residente de forma individualizada, o que muitas vezes não acontece quando existe muita rotatividade de equipas.​ Temos uma visão inovadora, com técnicos que nos ajudam a estar sempre na vanguarda de novas técnicas e recursos, para proporcionarmos os melhores serviços a quem nos procura.

Os fundadores e a equipa da Casa de Repouso Novolar​​


Responder à exigência e ao aumento da procura


​Quais as tendências do setor para os próximos anos?

Dr. César: Com as tendências demográficas vividas no nosso país e em todo o mundo, o envelhecimento é uma realidade bem presente, aumentando assim de ano para ano a procura. Sabemos que, infelizmente, no nosso país a realidade não está ainda adaptada a tal conceito. Também temos de ter em conta aqueles que, independentemente das tendências ideológicas, preferem envelhecer acompanhados e com serviços de qualidade à sua disposição.

A maior tendência é o aging in place (envelhecer de forma digna no lugar que o idoso decidir) e um serviço de qualidade.

Felizmente temos sempre as casas cheias, durante todo o ano e com listas de espera. É necessário acreditar que cada vez mais a procura de cuidados passa por este tipo de residências para idosos: bem estruturadas, com assistência 24h e com todas as mais-valias que oferecem. As pessoas procuram-nos pelas boas referências e pelo ambiente familiar que se vai criando ao longo do tempo. 

​Nos próximos anos, continuaremos a inovar de uma forma diferenciada, pensando sempre um pouco mais à frente da nossa concorrência e a criar a casa de cada residente idoso dentro das nossas casas de repouso. Este será sem dúvida o futuro!


Com o Lares Online, os clientes ficam mais próximos


​Qual tem sido o papel da parceria com o Lares Online nas casas de repouso de São José de Maria e Novolar?


A parceria entre o Lares Online e as casas de repouso de São José e o Novolar tem início praticamente desde a criação da nossa marca. Uma relação com base na confiança, transparência e profissionalismo tem sido o segredo para o sucesso.

​Dr. César: Durante muitos anos, a nossa maior publicidade ia sendo feita por referências dos nossos clientes, que ainda existe. Com a evolução dos tempos, temos vindo a inovar na forma como chegamos ao cliente final.

As listas de espera mantêm-se e, por vezes, quase que podíamos ter mais quartos disponíveis no imediato para responder a todas as solicitações. 

A parceria com o Lares Online é sem dúvida muito benéfica para as casas de repouso São José de Maria e Novolar. O Lares Online trouxe uma visibilidade maior e os resultados são óbvios.​No fundo, elevou a nossa visibilidade e criou um canal de comunicação mais direto com os clientes.


220 utentes e 0 casos de Covid-19, em 5 meses de pandemia


​A pandemia de Covid-19 alterou muito as dinâmicas das casas de repouso?

Dr.César: Parece evidente que esta pandemia veio alterar tudo aquilo que sabemos sobre instituições de apoio para as pessoas idosas. Tivemos que nos reinventar e aprender novos modos de fazer, para manter a qualidade de vida, tanto de residentes idosos como de funcionários, e até das famílias.

Felizmente não tivemos até ao dia de hoje nenhum caso confirmado de Covid-19 e orgulhamo-nos muito do trabalho intenso que tem sido feito por todos.

Neste ponto é importante referir que o segredo foi termos iniciado bem cedo e de uma forma um pouco mais rígida a aplicação dos procedimentos de contingência aconselhados pela DGS. As maiores dificuldades são mesmo a gestão de saídas e entradas dos hospitais, que têm de ser precedidas de isolamentos, o que nos exige um esforço maior em termos de cuidados e de gestão de espaço, mas felizmente tem corrido tudo bem.

A Covid-19 tem obrigado a economia a adaptar-se a um novo contexto. Isto acontece com o setor dos lares?


Presentemente o futuro é incerto em todos os ramos, podemos apenas fazer projeções. Imagino que os lares de idosos tenham de ser reinventados de forma a terem estruturas capazes de receber situações como esta que vivemos, e até casos mais extremos de infeção. Mas o problema é que, por muito que as estruturas sejam eficazes, o desgaste das equipas é muito difícil de colmatar. É urgente formar equipas que comuniquem e executem serviços de qualidade, mesmo em momentos extremos como a Covid-19.​

Depois da pandemia sairemos todos mais fortes e mais cientes do que é realmente importante na vida das pessoas idosas: os afetos.



Um residente que marcou a Instituição


​Deve ter muitas histórias interessantes que se passaram numa instituição tão antiga... qual foi a mais bonita?


Durante todo o ano as casas de repouso São José de Maria e Novolar têm muitas atividades mensais socioculturais. Desde há cinco anos que realizamos na altura do verão um Torneio de Snooker entre funcionários e residentes. Esta ideia partiu de um dos nossos residentes que gostava imenso de jogar e que acabou por ser um mentor nesta atividade, ensinando nos tempos livres outros residentes e até as funcionárias.​

Realizamos uma atividade, entre funcionários e residentes, todos os anos na altura do Verão que teve a mentoria de um residente.

Este senhor acabou por falecer e soubemos pela família que o seu último desejo era que as suas cinzas ficassem nos jardins do nosso lar. Foi um gesto que nunca esquecerei e que prova que esta pode ser sempre uma segunda casa para os idosos que nos procuram. Esse senhor ainda hoje é lembrado com muito carinho por todos os que tiveram oportunidade de se cruzar com ele. 


​​A sua casa de repouso também se adapta aos novos desafios?

Registe-se para divulgar o seu lar e oferecer uma experiência diferente.
Se preferir falar connosco, ligue-nos para o 924 059 935.

Ao visitar o nosso site, aceita os cookies que usamos para melhorar a sua experiência de navegação. Pode ler a nossa politica de privacidade e cookies.

Aide?

 

(+ 351) 939 667 800